Criminologia e Psicologia Criminal


  • Material de Estudo
  • Responda as Questões
  • Registro de Alunos [11]






Quais os momentos que a pessoa tem mais medo na execução de um crime?


É realizada com um conjunto de características singulares, como por exemplo a teoria sociocultural que descreve sobre a motivação de um crime ligado aos fatores externos, quer dizer, externo á sua vontade.
Do passado do delituoso, da relação do mesmo com os antepassados, seus relacionamentos, seu modo de vida, gastos e tudo que auxiliar o juiz na sua decisão.
É a probabilidade de ser gerada uma agressão violenta, como também já ter sido vítima de algum delito,uma ansiedade, disparando a sensação que está correndo um risco.
No exame social, onde é investigado quais os motivos de ordem igualitária que influenciam no comportamento delituoso.


Como a psicologia jurídica surgiu?


Causando prejuízo ou dano para o judiciário, que possui uma grande confiança na pessoa que exerce.
Quando as perturbações psicológicas ou mentais foram apresentadas por determinados reclusos.
Através da necessidade de ter uma regra ajustada para estudar os indivíduos que sofrem de algum transtorno mental ou psicológico, desta forma intercalando o lado clínico profissional com a natureza jurídica.
Com as condições pessoais, familiares e sociais do detido, onde temos uma posição quanto a conduta do criminoso.



Declaro que EU estudei o conteúdo: Criminologia e Psicologia Criminal e respondi as questões solicitadas.
  • Data Inicial : 1/20/2017 3:43:17 UTC 2017
  • Ip do Computador : 23.23.34.22




  • Logs de acesso, com hora precisa de início e fim.
  • Movimentações no site
  • Todas tentativas de envio das questões para pontuar e receber o certificado.
  • IP, Tempo ativo etc...



Antonio Evandro de Oliveira Brito Junior - nota (10) Nota que Antonio Evandro de Oliveira Brito Junior obteve na avaliação do estudo. - resume:
Essa analise criminológica e psicológica criminal evita decisões injustas e ou desproporcionais. Um dos exemplos e o furto falimentar, em que o agente se encontra em estado de necessidade, e que e uma das excludentes de ilicitude prevista na constituição federal e no código penal. Se não houver uma analise ou seja uma preocupação em aferir as motivações para o cometimento do ato o agente transgressor pode sofrer com a celeridade da condenação social promovida pela mídia ou pelas autoridades despreparadas e com pressa de dar uma resposta para a população sedenta por ''vingança''.

Paloma Novais - nota (10) Nota que Paloma Novais obteve na avaliação do estudo. - resume:
A psicologia jurídica é ligada com o direito juntamente com as noções psicológicas, estuda a saúde mental e conflitos internos; as funções do psicologo jurídico se remetem em estudar o comportamento humano em suas relações, o profissional formaliza um perfil de determinado sujeito para entende-lo e compreender a agressividade. A psicologia criminal desvenda o que se passa na mente do criminoso, o exame criminológico permite o conhecimento do infrator, o diagnostico zela as condições sociais, pessoais do sujeito, levando em conta que toda pessoa tem uma determinada personalidade.

Thaisa Andreza Meyer de Freitas - nota (10) Nota que Thaisa Andreza Meyer de Freitas obteve na avaliação do estudo. - resume:
A criminologia é uma ciência que estuda os crimes, suas causas, a vítima e o controle social. A psicologia criminal, assim como a vitimologia, é um dos diversos ramos da criminologia; porém uma busca estudar o comportamento da vítima após o crime, enquanto a outra se ocupa em analisar o comportamento criminoso.

Gabriel Araujo Barreto Pimenta - nota (10) Nota que Gabriel Araujo Barreto Pimenta obteve na avaliação do estudo. - resume:
O assunto Criminologia e Psicologia Criminal tem bastante relevância pratica-teórica na área jurídica, visto que o estudo proporcionado oferece ao magistrado assim como para as partes interessadas um estudo sobre o delito, o delinquente e a vitima que conduzirá à uma melhor compreensão das motivações objetivando numa sentença mais justa.



Valdecir Antonio Olivato - nota (10) Nota que Valdecir Antonio Olivato obteve na avaliação do estudo. - comenta:
Criminologia e Psicologia Criminal além de estudar o indivíduo e seu comportamento, pode muito ajudá-lo no dia a dia a se recuperar, mesmo que seu histórico criminal seja extenso.

Antonio Evandro de Oliveira Brito Junior - nota (10) Nota que Antonio Evandro de Oliveira Brito Junior obteve na avaliação do estudo. - comenta:
Aos interessados numa avaliação mais profunda, mais prática quanto ao estudo do crime vai gostar desse curso, por que a analise do crime é muito interessante porém para expandir os conhecimentos é necessário estudar a criminologia, pois ter uma visão sobre o criminoso é suas características, seus aspectos biológicos, sociais, econômicos é psicológicos podem colaborar no entendimento de quem os analisa.

Antonio Evandro de Oliveira Brito Junior - nota (10) Nota que Antonio Evandro de Oliveira Brito Junior obteve na avaliação do estudo. - comenta:
A criminologia e essencial para que se tenha um juízo correto sobre o agente que o cometeu os motivos que levaram a tal resultado, um estudo aprofundado sobre o aspecto subjetivo para que possa haver uma maior compreensão e consequentemente uma abordagem mais ampla, para que não aja uma analise incoerente, imprecisa baseada em ''achismos''.

Antonio Evandro de Oliveira Brito Junior - nota (10) Nota que Antonio Evandro de Oliveira Brito Junior obteve na avaliação do estudo. - comenta:
Aos interessados numa avaliação mais profunda, mais prática quanto ao estudo do crime vai gostar desse curso, por que a analise do crime é muito interessante porém para expandir os conhecimentos é necessário estudar a criminologia, pois ter uma visão sobre o criminoso é suas características, seus aspectos biológicos, sociais, econômicos é psicológicos podem colaborar no entendimento de quem os analisa.

Paloma Novais - nota (10) Nota que Paloma Novais obteve na avaliação do estudo. - comenta:
A sociedade possui seus direitos graças a psicologia jurídica a qual analisa o comportamento e a conduta do criminoso. A área da psicologia criminal ainda esta crescendo, a mesma investiga o criminoso, seus comportamentos e o que levou o mesmo a realiza-lo.

Thaisa Andreza Meyer de Freitas - nota (10) Nota que Thaisa Andreza Meyer de Freitas obteve na avaliação do estudo. - comenta:
Sou aluna de Direito e no plano de ensino não aprendemos matérias de criminologia e psicologia criminal. As aulas foram de suma importância para agregar o conhecimento e compreender a mentalidade do indivíduo criminoso.

Gabriel Araujo Barreto Pimenta - nota (10) Nota que Gabriel Araujo Barreto Pimenta obteve na avaliação do estudo. - comenta:
Esse curso é muito importante para meu desenvolvimento na graduação em direito, assim como em meu crescimento pessoal, pois oportuniza um maior entendimento sobre o pensamento do delinquente, gerando consequentemente uma consciência para os próximos ocorridos que serão tratados com mais cautela e respeito.

Processing your request, Please wait....

É apresentado neste módulo um pouco da história da criminologia e da psicologia criminal, as formas de examinar os delinquentes, a função de alguns funcionários que são essenciais no desfecho de um crime.